top of page
  • Foto do escritorCH34 Creative

Entre no cérebro do seu público com o storytelling

Não há necessidade de ser um especialista ou o melhor do mundo quando você domina a narrativa


As histórias se colam aos cérebros humanos.


É bizarro. Somente quando você olha para a narrativa de uma perspectiva psicológica, fica claro o porquê. Depois de entender, você pode usar a narrativa para conseguir o que deseja.


Devo adverti-lo, porém, que essas técnicas, nas mãos erradas, podem ser usadas para propósitos ruins. Não tente roubar, mentir, manipular ou enganar as pessoas com eles.



O comoirtamento do cérebro


Fatos e números são muito chatos.


Todos nós sempre soubermos disso, mas a maioria não sabe por quê. A verdade é que há uma explicação científica.


As ressonâncias magnéticas do cérebro mostram que as histórias ativam mais partes do cérebro do que simples fatos e números antigos.


Também descobriram que é preciso mais inteligência para ouvir e analisar histórias do que ao olhar para fatos ou números (portanto, talvez os matemáticos não sejam tão brilhantes, pode-se dizer).


As histórias encantam muito mais o seu cérebro para que você aproveite ainda mais a experiência, o que significa que o conteúdo vai mais fundo no seu subconsciente e é mais bem lembrado no futuro.


A educação tradicional faz o oposto. As instituições da velha escola tentam que você use o método esfarrapado de memorização, e não histórias, e é por isso que você esquece a maior parte antes de começar seu primeiro emprego.



Histórias nos dão a droga do amor


Quando você tem um bebê, aprende sobre a "droga do amor" chamada oxitocina.

É responsável por iniciar o processo de parto da gestante e trazendo o recém-nascido aos pais.


Estranhamente, as histórias liberam oxitocina em seu corpo. É por isso que você se importa com o que acontece com um estranho em um filme ou mesmo com um personagem de animação da Disney.


A oxitocina que você obtém das histórias faz com que você confie no personagem principal e em suas lembranças dos eventos. É por isso que no marketing todo mundo diz que “histórias vendem”. Eles literalmente fazem por causa da oxitocina.



99% das pessoas não conhecem o efeito psicológico de contar histórias


Tenho certeza que a maioria de vocês não sabe disso. Nossos cérebros são atraídos por histórias e quando as ouvimos, sem nosso controle, nosso cérebro começa a disparar neurônios no mesmo padrão dos contadores de histórias.


Esses neurônios-espelho criam uma conexão entre os contadores de histórias e os nossos, o que é difícil de quebrar.


O termo científico para esse fenômeno é conhecido como acoplamento neural . Tentar resistir a esta poderosa técnica persuasiva é quase impossível.




Histórias focalizam o cérebro como um laser


Nossos cérebros de macacos, que herdamos de nossos primos primatas, adoram se distrair. Todos os dias temos cerca de 2.000 devaneios e gastamos cerca de metade do dia vagando.


Uma vez que nosso cérebro é apresentado a uma história, toda essa divagação mental é rapidamente destruída e nossa atenção se concentra nos personagens e no enredo.



O experimento do eBay mostra o poder das histórias


O Experimento de Objetos Insignificantes mostrou o poder da narrativa.


Dois caras de Nova York gastaram US$ 129 comprando coisas em mercadinhos. Eles compraram 100 itens a um custo médio de $ 1,29 cada. Em vez de apenas colocá-los à venda, eles recrutaram escritores para escrever histórias para cada item.

Depois que eles venderam tudo no eBay, os $ 129 se tornaram $ 3.612,51.


Aqui estão alguns itens surpreendentes:

• Uma estatueta russa comprada por US$ 3 foi vendida por US$ 193,50 (um aumento de 6333%) • Um copo comprado por $ 1 rendeu $ 76 (um aumento de 7600%) • Um pequeno vaso de vaca comprado por $ 2 vendido por $ 62 (um aumento de 3.000%)

ONGs também sabem bem disso, e é por isso que sempre que vão atr.ás de doação, sempre tem uma história comovente na palma da mão. Este também não é um comentário aleatório. O Dr. Paul Zak confirmou o impacto que as histórias têm sobre quanto estamos dispostos a doar a uma instituição de caridade com sua pesquisa .

Histórias criam emoção. E a emoção muda a forma como gastamos dinheiro.



Como contar histórias incríveis para obter mais do que você deseja


Portanto, as histórias são a força vital da experiência humana. Isso é o que você precisa saber para contar histórias incríveis, como um profissional.

  • Se você contar uma história sobre você, diga às pessoas nas três primeiras frases como você se sentiu.

  • Comece a história forte e dê socos. Se você não prender a atenção ninguém vai acompanhar até o final.

  • Conte o início e o fim da história logo no início (exemplo abaixo)


Julian Shapiro ensina que uma boa narrativa é “a arte de reter informações estrategicamente”. Não nos conte tudo antecipadamente. Coloque pontos "dramáticos" ao longo de sua história.


  • A tentação é gastar muito tempo preparando a história. O especialista em narrativa Nathan Baugh aconselha “encontrar as partes interessantes de sua história, ir direto a ela e fornecer o mínimo possível de história no total”.

  • Injete emoção. A maioria dos escritores conta a história ou cita os fatos... mas deixa de fora a emoção. Quando o fazem, sua história parece chata e os leitores não a lêem. Sem emoção, sem fator de interesse.

  • Use uma estrutura de narrativa popular para não deixar de fora um ingrediente-chave. Eu gosto deste de Jon Brosio :

• Um [HERÓI] • tem um [PROBLEMA] • E encontra um [GUIA] • Que lhes dá um [PLANO] • Que chama o herói para [AÇÃO] • E os ajuda a evitar [FALHA] • E finalmente termina em [SUCESSO ]
  • Quando você é sempre o centro das atenções, pode parecer egoísta. A sugestão é contar histórias em que você faz de outras pessoas (especialmente heróis improváveis), o centro da história.

  • Anote os momentos dignos de atenção à medida que eles acontecem. Então, quando precisar contar uma história, vá até sua biblioteca e pegue uma. Quanto melhor você capturar os detalhes da história no momento, mais fácil será contá-la mais tarde.

  • Termine a história com uma conclusão ou relatando-a ao leitor. “Se eu posso lutar contra um urso pardo, perder minha camisa e assistir minha esposa ser assassinada e viver para contar a história, então você também pode superar a tragédia.”


Conclusão


A pessoa que consegue dominar a arte de contar histórias obtém uma vantagem injusta na vida. Ben Franklin disse: “Se você quer persuadir, apele para o interesse e não para a razão”. As histórias tornam as ideias interessantes e as vendas, mais ainda.

Comments


bottom of page